Parque+, trilhas, novidades e acessibilidade

Duas pessoas caminhando ao fundo de uma trilha com densa vegetação.
Foto: Leonardo Felipe Mallmann Riffel
Duas pessoas caminhando ao fundo de uma trilha com densa vegetação.

Saiba mais sobre as novidades do Parque+, trilhas e acessibilidade

Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (RedeTrilhas)

Para os aventureiros e trilheiros de plantão, trouxemos uma novidade, novos roteiros de trilhas, no Parques Nacionais.

Se você ainda não viu nosso Blog sobre Turismo de aventura, espia lá que você vai gostar.

Em dezembro de 2020, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) brasileiro implementou a Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade da RedeTrilhas.

Esta ação está ligada ao programa Parque+, que se destina a conectar pontos de interesse do patrimônio cultural e natural brasileiro por meio de trilhas de longo curso em todo o País.

Com as mudanças, os trilheiros de plantão vão poder aproveitar mais e melhor os parques nacionais .

Programa Parque+

O programa Parque+ foi criado pelo Ministério do Meio Ambiente.

O objetivo é potencializar o ecoturismo nas unidades de conservação federais. Como os parques e florestas nacionais, promovendo o desenvolvimento econômico do entorno e fomentando uma cadeia de emprego e renda no setor turístico.

RedeTrilhas

Novas trilhas e trechos adicionais vão seguir padrões de mapeamento e identificação, para você aproveitar mais e em maior segurança.

A ação traz mais segurança para os turistas e usuários, que agora poderão contar com padrões de estrutura e acesso contemplados pela RedeTrilhas, que vão da indicação de pontos de interesse turístico, como lagos e cachoeiras, a bases para pernoite, alimentação e outros pontos de apoio.

Acessibilidade para o transporte em trilhas de ecoturismo
Cadeira de rodas para trilhas
Foto: Bruno Bimbato MMA/ICMbio
Apresentação do Min. Meio Ambiente das cadeiras de rodas para trilhas

A primeira entrega do Programa Parque+ é a distribuição do o primeiro lote de cadeiras de rodas adaptadas para o transporte em trilhas de ecoturismo.

Com o objetivo de incentivar a prática de esportes e atividades de contato com a natureza para pessoas com deficiências ou com mobilidade reduzida.  

Como resultado, a iniciativa conta com a parceria do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Resgates

Outro ponto, os equipamentos também serão utilizados para resgate em caso de acidentes nos locais de difícil acesso, otimizando o tempo e facilitando operações de resgate.

No modelo padrão, as unidades entregues suportam um indivíduo de até 90 kg por vez.

Confeccionadas em aço-carbono, com pintura eletrostática e sistema de amortecimento do quadro, as cadeiras contam ainda com cinto de segurança com fivela, apoios para cabeça e pés e freio estacionário.

Distribuição dos equipamentos

O MMA traz ainda que o planejamento é que os equipamentos serão distribuídos por mais de 20 parques nacionais em Estados de todas as regiões do Brasil.

Além do Distrito Federal, as cadeiras levarão mais acessibilidade a parques nos Estados, como Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Da mesma forma, parques nacionais como os da Serra dos Órgãos (RJ), Ubajara (CE) e São Joaquim (SC), que participam do projeto e receberão a iniciativa em entregas programadas para os próximos meses.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente.

Adaptação do texto: Gabrielle Jordano

(xx) xxxx-xxxx

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *